Capa » Medicamentos » Fosfoetanolamina Sintética – Ação e Reação: Bula Medicamento

Fosfoetanolamina Sintética – Ação e Reação: Bula Medicamento

Saiba tudo sobre a fosfoetanolamina sintética

Principio ativo: Fosfoetanolamina

Nome comercial: Não existe revendedores

A noticia que abalou o mundo veio com a descoberta da fosfoetanolamina, com a seguinte informação encontraram a cura do cançer na Universidade de São Paulo (USP), porem esse medicamento não tem lincença da avisa, não existe teste especializado para saber qual a sua Ação e reação. (Mais existem relatos).

Fosfoetanolamina SintéticaDe acordo com levantamento realizado pela Anvisa, nenhum processo de registro de medicamento foi apresentado à Agência para que a fosfoetanolamina possa ser considerada um medicamento. A etapa é fundamental para que a eficácia e segurança do produto possa ser avaliada com base nos critérios científicos aceitos mundialmente.
Segundo a Nota Técnica publicada pela Agência também não há nenhum protocolo de pesquisa sobre o produto, etapa que antecede o registro de qualquer medicamento.

Relatos da cura entre pacientes que buscaram à fosfoetanolamina não comprova a eficácia da substância contra o câncer, alertam especialistas. Estudos com humanos são necessários para que uma substância seja considerada um medicamento e receba licença da vigilância sanitária, chamados testes clínicos, têm planejamento e controle rigorosos, além de um acompanhamento contínuo dos pacientes que serão usados para testes em humanos com câncer.

A FALA DO MÉDICO:

O médico Evanius Garcia Wiermann, atual presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia, afirma que existe uma verdade nos relatos de cura divulgados.

Testes clínicos têm controle rigoroso
Os testes clínicos necessários para o lançamento de uma droga são feitos em três etapas. A fase 1 testa a substância em um número pequeno de voluntários saudáveis para avaliar sua toxicidade. Na fase 2, a substância é testada em pacientes que têm a doença que se pretende tratar para verificar se ela é capaz de controlar a enfermidade.

Já na fase 3 o produto é administrado a um número maior de pessoas e seu efeito é comparado com o de outras drogas já existentes ou com placebo, para verificar se a candidata a droga representa um avanço no tratamento da doença. Também são avaliadas questões como indicação e contraindicação, dosagem e efeitos colaterais.

“Sem isso, não existe registro de nenhuma substância como medicamento em qualquer parte do mundo. É preciso garantir se o produto é seguro e efetivo para o uso em humanos e, sem estudos clínicos, não se pode verificar isso”, diz o médico Felipe Ades, oncologista do Hospital Israelita Albert Einstein.

COMO CONSIGO A FOSFOETANOLAMINA ?

Fosfoetanolamina

Fosfoetanolamina

Sabemos que a fosfoetanolamina não e encontrada em farmácia pois não tem sua licença pela anvisa, Mais cetenas de pessoas estão conseguindo o direito do Medicamento atráves da Justiça, e cada vez mais cresce o numero de pessoas que entram na Justiça em busca de cápsula da USP. a droga não e tão cara como se imagina cada capsula custa em torno de 0,10 centavos para as pessoas que conseguem o tratamento pelo estado através da justiça.

O meio mais fácil de estar recebendo este medicamento e entrando com um pedido na justiça para que a Universidade de São Paulo (USP) em São Carlos, libere o tratamento, o mesmo deve comprovar que está necessitado do medicamento que não tem a licença da avinsa.

De Acordo com o Wikipedia.

A fosfoetanolamina é um composto químico orgânico presente no organismo de diversos mamíferos, convertido usualmente em outras substâncias que formam as membranas das células. Do ponto de vista bioquímico, trata-se de uma amina primária envolvida na biossíntese de lipídeos. Além dessa função estrutural de formar a membrana celular, ela possui ainda uma função sinalizadora, ou seja, a fosfoetanolamina informa o organismo de algumas situações que as células estão passando. No Brasil, uma versão artificial da fosfoetanolamina começou a ser sintetizada pelo químico Gilberto Orivaldo Chierice, então professor do Instituto de Química de São Carlos (IQSC) no final da década de 1980 e, após indícios de que essa fosfoetanolamina sintética teria propriedades no combate a alguns tipos de câncer, pacientes acometidos pela doença e seus familiares têm entrado na justiça para conseguir acesso às cápsulas produzidas pelo IQSC. No entanto, como a fosfoetanolamina não possui registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ela não possui bula e nem pode ser comercializada no Brasil.

VÍDEO SOBRE A FOSFOETANOLAMINA:

  • isac gomes

    Consuma uma suplementacao de fosforo inorganico, e nunca terais cancer!