Últimas Notícias
Capa » saude » Vacina – Vai viajar? Veja as Doses que Devem Estar em Dia – Ensino dicas

Vacina – Vai viajar? Veja as Doses que Devem Estar em Dia – Ensino dicas

Vacina – Vai viajar? Veja as vacinas que devem estar em dia.

VACINA!

Época mais esperada do ano, as férias exigem preparação. Cheque com antecedência se a região do Brasil ou o país que você visitará exige medidas extras de proteção e cuidado.

vacina

Certifique-se de que o local de destino não tem nenhuma doença de ocorrência usual ou algum surto epidêmico. É importante que adultos e crianças verifiquem se a carteirinha de vacinação. Confira se ela está em dia e com todas as doses recomendadas realizadas. Só assim a imunização será, de fato, efetiva.     

A vacina deve ser realizada de 10 a 15 dias antes da viagem. Procure seu médico ou vá a um centro de vacinação e peça para que um profissional de saúde avalie sua carteirinha.

Veja a a seguir as vacinas e a importância de cada uma delas!

Contaminação do Zika, dengue e chikungunya:   

O mosquito está presente em todo o País, mas existem cidades e regiões que são mais afetadas. Para se prevenir, use repelente e reforce a aplicação ao amanhecer e ao entardecer.

dengue-vacinaSão recomendadas 3 doses (0, 6 e 12 meses). Por isso, é primordial que as pessoas iniciem a vacinação agora para obter o benefício da proteção ao término da última dose.

Veja o Risco do Tétano:
tetano-vacina
O risco de um acidente com ferimento em pele e exposição ao tétano é muito elevado, principalmente nessa época de férias em que circula-se por diversos locais. 

A vacina contra o tétano normalmente está em dia até a adolescência. Depois, as pessoas esquecem de fazer os reforços recomendados de 10 em 10 anos. Assim, passam férias e momentos de lazer sob um risco que poderia ser facilmente evitar.

Vírus conhecido como Hepatite A:


A vacina de hepatite A também é importante. Como o vírus é transmitido pela ingestão de água e alimentos contaminados, os casos da doença podem aumentar no verão. O vírus da hepatite A pode, inclusive, se alojar no gelo.

Nesta temperatura de congelamento o vírus já foi detectado até um mês depois da contaminação. Outros falam em meses. Portanto, aquela raspadinha na praia ou a caipirinha com gelo podem representar um perigo à saúde de quem não está imunizado.

Doença da Febre amarela:

vacina-h1n1A febre amarela ainda é um risco em várias regiões do Brasil e o Certificado Internacional de Vacinação contra a doença é exigido na entrada de vários países. Vale se informar sobre a necessidade da vacina com a embaixada do local de destino ou no site da Anvisa. A vacinação pode ser feita em postos de saúde.

Febre tifoide:

Mais rara, essa doença infectocontagiosa ocorre na América Latina, Oceania, África e sul da Ásia. É uma infecção por um dos tipos da bactéria salmonela e é transmitida por alimento e água contaminados.

Está mais presente em áreas com condições precárias de saneamento, higiene pessoal e ambiental. A vacina é recomendada para quem viaja a regiões onde a incidência é alta.