Capa » Dicas de Português (Página 3)

Dicas de Português

Português: Sete grandes "pecados" da crase

PECADO NÚMERO 1 “Ela viajou à convite do governador.” Afora o caso em que se subentende a palavra “moda” (Governa à [moda de] Maquiavel), não há crase antes de palavras masculinas.  “Convite” é nome masculino: “o” convite. Por isso, “Ela viajou a convite do governador”, sem crase. PECADO NÚMERO 2 “Lula está se dedicando à reeleger Dilma.” Não há crase ... Leia Mais »

Português: Questão de sentido: anteontem x antes de ontem

Muitos usam “antes de ontem” no lugar de “anteontem”. No entanto, essas expressões não têm exatamente o mesmo sentido. “Antes de ontem” é mais genérica. De modo prático: se hoje é quinta-feira e eu digo que um fato ocorreu antes de ontem, esse fato pode ter ocorrido terça-feira, segunda-feira, domingo, sábado, ou seja, qualquer dia antes de ontem. “Anteontem” é ... Leia Mais »

Português: Aterrizar ou aterrissar?

A melhor grafia é “aterrissar”, com dois “s”. A forma “aterrizar”, com “z”, apesar de dicionarizada, não é recomendada por manuais e autores da norma culta. Tanto que os dicionários e o Vocabulário da Academia Brasileira de Letras, quando registram o substantivo da família, só consideram “aterrissagem”, também com dois “s”. Assim sendo: O avião aterrissará no aeroporto hoje à ... Leia Mais »

Português: Ortografia: excessão ou exceção?

Aquilo que se afasta de regras e modelos é “exceção”, com “ç”. É palavra pertencente à família do verbo “excetuar”. Exemplos: Programas de boa qualidade são exceções na TV brasileira.No Brasil, a cidade de Curitiba, em termos de mobilidade, é uma exceção.No Congresso, político honesto é a exceção da regra,  E “excessão”, com o dígrafo “ss”, existe? Oficialmente, não. Mas ... Leia Mais »

Português: Origem dos nomes dos dias da semana

O leitor José Lucimar quer saber por que os nomes dos dias da semana em português se diferem dos das outras línguas neolatinas. Em outras palavras, por que em espanhol, francês e italiano esses nomes são associados ao Sol, à Lua e a planetas, e no português não?          Ocorre, José Lucimar, que somos mais católicos. Sim, é isso mesmo, ... Leia Mais »

Português: Dica de redação: “a nível de” e outras “muletas”

Palavras e locuções muito usadas perdem a força, desgastam-se,  tornam-se “muletas”. E o pior: na maioria das vezes, não significam aquilo que as pessoas pensam. Esse é o caso de “enquanto”, mais bem empregada expressando simultaneidade de ações (“Enquanto você reclama, eu trabalho”), mas muitos a usam forçadamente no lugar de “como” ou das locuções “na condição de” ou “na ... Leia Mais »

Português: A pronúncia de líquido, liquidação e liquidificador

Os principais dicionários e o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (Volp) da Academia Brasileira de Letras aceitam, no caso dessas palavras, a pronúncia ou não do “u”. Assim sendo, consideram-se gramaticalmente corretas as seguintes pronúncias (entre parênteses a pronúncia): líquido (qu) líquido (qü) liquidação (qu) liquidação (qü) liquidificador (qu) liquidificador (qü) Baseado na minha observação, parece-me que, no caso de “líquido” e ... Leia Mais »

Português: Na medida em que ou à medida que?

Antes de tudo, um esclarecimento: não existe a locução “à medida em que”, com a preposição “em” apenas antes de “que”. O que há é “na medida em que”, com a preposição “em” no início e antes de “que”, e “à medida que”, sem a preposição “em”. A primeira estabelece relação de causa e equivale a “porque” ou a “tendo em vista que”: É melhor ... Leia Mais »

Português: Se o plural de pai e mãe é pais, de filho e filha é filhos, por que o plural de avô e avó é avós, e não avôs?

Hoje é o Dia dos Avós, boa oportunidade para falarmos do plural de “avô” e de “avó”. O plural dessas palavras exige certa atenção, pois depende das combinações reproduzidas a seguir: – avô materno + avô paterno = avôs; – avó materna + avó paterna= avós; – avô materno + avó materna= avós; – avô paterno + avó paterna= avós; ... Leia Mais »