Capa » Dicas de Português (Página 5)

Dicas de Português

Português: Regência – agradar: o espetáculo agradou o público ou agradou ao público?

No português da gramática, a regência do verbo “agradar”, no sentido de satisfazer, contentar, é indireta, ou seja, alguma coisa ou alguém  agrada “a” algo/alguém: O espetáculo agradou ao público. A mesma regência de tem o verbo oposto,  “desagradar”:  O filme desagradou à crítica. Importante: quando “agradar” significa fazer carinho, afagar, ele é transitivo direto, portanto rege complemento sem preposição: ... Leia Mais »

Português: Regência – namorar: Ele namora com a garota mais bonita da escola ou Ele namora a garota mais bonita da escola?

A regência tradicional é a direta, “namorar alguém”: Ela já namorou todos os rapazes do escritório. Eu estou namorando a irmã do meu melhor amigo. Ele namora a garota mais bonita da escola. No entanto, a regência indireta, “namorar com alguém”, hoje também é abonada pelos melhores dicionários. Logo, não mais infringe a regra quem diz: Ela já namorou com ... Leia Mais »

Português: A maior palavra da língua portuguesa

Já ouviu falar de PNEUMOULTRAMICROSCOPICOSSILICOVULCANOCONIÓTICO? Trata-se da maior palavra da língua portuguesa e foi dicionarizada pelo Houaiss, na sua primeira edição, em 2001. Se você tiver paciência para contar, descobrirá que ela tem “apenas” 46 letrinhas. A dita-cuja designa a pessoa que padece de PNEUMOULTRAMICROSCOPICOSSILICOVULCANOCONIOSE, doença pulmonar causada pela aspiração de cinzas vulcânicas. Se você quer passar num concurso, não pode ... Leia Mais »

Português: Aprenda a usar o pronome "cujo"

“Cujo” é um pronome cujo emprego poucos dominam. Perdoe-me pelo trocadilho, mas ele cabe neste momento. Serve para mostrar como se usa o “cujo”. Vamos em frente. “Cujo” é um pronome relativo. Como tal, é usado para unir orações. Mas com uma característica especial, que o distingue dos demais relativos: expressa relação de posse, em que o antecedente do pronome ... Leia Mais »

Português: Tachar ou taxar?

Tachar é rotular negativamente: Ele o tachou de corrupto. Tacharam-na de irresponsável. Tacharam de louco o artista. Taxar é estabelecer taxa ou rotular (positiva ou negativamente):Ele taxou todos os produtos. Ela taxou o marido de irresponsável. O professor nos taxou de estudiosos.Se você quer passar num concurso, não pode deixar de ler este LIVRO. Leia Mais »

Português: Abreviatura de "atenciosamente"

Você está escrevendo a abreviatura correta de “atenciosamente”? Aposto que não. A abreviatura oficial de “atenciosamente” é “at.te”. A maioria escreve “att.”, que na verdade é a abreviatura do inglês “attention”. E você certamente é um dos que escrevem assim. Estou errado? Mas agora, depois de ler esta postagem, ao encerrar suas correspondências, você escreverá a forma certa: “at.te”. Não é mesmo? Se ... Leia Mais »

Português: Protocolar ou protocolizar?

Do leitor Alexandre Miranda, do Recife, recebemos a seguinte questão: “Já faz algum tempo que eu vi, no Bom Dia Brasil, o jornalista Alexandre Garcia corrigir o então deputado Severino Cavalcanti, que disse que havia protocolado uma petição no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Alexandre Garcia não perdeu tempo: ‘Doutor, o correto é protocolizado e não protocolado’. Então, ... Leia Mais »

Português: Autopsia, biotipo, interim e necropsia ou autópsia, biótipo, ínterim e necrópsia?

Prosódia é a parte da língua que trata da correta pronúncia das palavras. Erros de prosódia ou, como diria Caetano Veloso, “confusões de prosódia” são muito comuns. Pensando nisso, preparamos uma lista de palavras que geralmente nos confundem, levando-nos ao dito “erro de prosódia”. Assim, são palavras proparoxítonas, segundo a norma culta:  abóbada, aeródromo, aerólito, ágape, álacre, âmago, anátema, antífona, antífrase, ... Leia Mais »