VII EDUCERE

Entre os dias 05 e 08 de novembro eu pude participar, representando minha escola e com apoio da Secretaria Municipal de Educação, no VII EDUCERE. O Congresso Nacional de Educação – EDUCERE é um evento acadêmico e científico organizado pela Graduação e Pós-Graduação em Educação da PUCPR. Sediado na cidade de Curitiba (Paraná-Brasil), desde 2001, tem focalizado como objetivo a ... Leia Mais »

Português: BOAS CARNES À MESA ou NA MESA?

O certo é “boas carnes ‘na’ mesa”. Isso porque a preposição “a” indica que algo está ao lado de, junto a. E a preposição “em”, que algo está sobre, em cima de. Em síntese, as pessoas ficam “à” mesa (= ao lado da mesa, sentadas); os alimentos ficam “na” mesa (em cima da mesa). Leia Mais »

Patrimônio em chamas

Leopoldina perdeu esta semana um de seus poucos tesouros históricos. Um incêndio destruiu grande parte do casarão que abrigava a Prefeitura Municipal. O prédio, de 112 anos, construído no final do século XIX não resistiu às chamas. Os setores mais afetados foram o de patrimônio, imprensa e jurídico, Dá-me uma certa consternação ao perceber a fragilidade de nosso patrimônio histórico. ... Leia Mais »

História do Uma certa Aracy (viúva de Guimarães Rosa)

Eles se conheceram em Hamburgo, na Alemanha, às vésperas da Segunda Guerra Mundial. Ele, menino pobre, viu na carreira diplomática uma maneira de conhecer o mundo. Em 1934, prestou o concurso para o Itamaraty e foi ser cônsul adjunto na Alemanha. Ela, paranaense, foi morar com uma tia na Alemanha, após a sua separação matrimonial. Por dominar o idioma alemão, ... Leia Mais »

Português: VÍRGULA – COMO

“Presidente socialista é lembrado em todo o mundo, como um ícone da esquerda.” Nessa frase, o uso da vírgula está correto? Não. Em geral, usa-se vírgula antes de “como” quando é possível escrever “por exemplo” depois dele: “Alguns jogadores do Sport, como [por exemplo] Carlinhos Bala e Anderson, não sabem bater pênalti”; “Pernambuco sempre teve bons poetas, como [por exemplo] ... Leia Mais »

Português: CONCORDÂNCIA: INFRAVERMELHO e ULTRAVIOLETA

As palavras formadas por prefixo + adjetivo variam em gênero e número. É o caso de “infravermelho” (infra: prefixo; vermelho: adjetivo). Portanto, “radiação infravermelha”, “lentes infravermelhas”, “óculos especiais infravermelhos”. A regra muda quando a estrutura passa a ser “prefixo + substantivo”. A palavra assim formada fica invariável em função adjetiva. Por isso, “raios ultravioleta”. Quando é substantivo, porém, “ultravioleta” varia: ... Leia Mais »