Português: Crase

À distância ou a distância? Quando a distância não está determinada, o “A” que abre a locução “a distância” não leva acento grave. Compare: Sem crase “Ele acompanhou tudo A DISTÂNCIA.” “Moradores acompanharam o desfile A DISTÂNCIA.” “Educação A DISTÂNCIA.” Com crase “Os militares acompanharam tudo À DISTÂNCIA de 15 metros.” “No zoológico, as feras ficam À DISTÂNCIA de 100 ... Leia Mais »

Criança, infância e família em Juiz de Fora (1850-1920)

O texto que segue é parte de um artigo no qual ainda estou trabalhando. Mas gostaria da opinião dos leitores do blog sobre ele e sobre a temática, de forma geral. No texto em questão trabalho especialmente com dois memorialistas: Nava e Áurea Nardelli. Tenho um apresso especial pelos dois e gosto da forma simples com que narram suas lembranças. ... Leia Mais »

Português: Regência verbal

Suceder O verbo “suceder” não rege objeto direto: uma pessoa ou coisa sempre sucede a outra. Como “suceder” não rege objeto direto, não existe a forma “o sucederá”, mas sim “lhe sucederá”. Exemplo: “O candidato que lhe sucederá, seja republicano ou democrata…” Extorquir Extorquimos alguma coisa de alguém. Isto é, no português-padrão, o objeto direto desse verbo só pode ser ... Leia Mais »

Português: Ortografia

1. Onde x aonde ONDE se usa com verbos que não são de movimento. Por isso, “Onde cabem cinco, acomodam-se 20”, porque “caber” não é verbo de movimento. Diferente é o caso de AONDE, que se usa com verbos de movimento que regem a preposição “a”. Assim, “Sem o amor dos pais ele não teria condições de chegar aonde chegou”, ... Leia Mais »

Português: Concordância verbal

Nenhum de “Nenhuma das peças encontradas são do período holandês.” Fica no singular o verbo cujo sujeito é formado por pronome indefinido singular + de + pronome ou nome plural (“algum de nós”, “nenhum de nós”, “cada um de vocês”, “qual das cidades”, “algum dentre vocês”, “nenhum dos candidatos”, “cada um dos agricultores”). Portanto, “Nenhuma das peças encontradas é do ... Leia Mais »

Português: Ortografia

1. Mal x mau MAL pode ser substituído por BEM: “Ele canta mal [bem]”; “Há pessoas que praticam o mal [o bem]”; “Não há mal [bem] que sempre dure”. MAU é substituível por BOM: “Foi expulso pelo mau [bom] comportamento na festa”; “Nada mau [bom] para uma empresa que nasceu de uma pequena peixaria no Pina”; “Empresas contratadas pelo Estado ... Leia Mais »

Português: Questões de Concordância

“As chuvas inesperadas, em pleno verão, provocou alagamentos nas principais vias…” Segundo o excerto, o que é que provocou alagamentos nas principais vias? “As chuvas inesperadas.” Assim sendo, “As chuvas inesperadas, em pleno verão, provocaram alagamentos nas principais vias…” Vendas recordes ou recorde? Em função adjetiva, a palavra “recorde” não varia: “As montadoras preveem vendas recorde…” Leia Mais »

Português: Concordância

“Perder e ganhar faz parte da democracia.” Está certa essa frase? Fica no singular o verbo de um sujeito composto cujos núcleos são infinitivos. Assim sendo, “Andar e nadar faz bem à saúde”; “Fumar e beber prejudica a saúde”; “Ser paciente e respeitar o próximo fortalece a cidadania”; “Agredir jogadores e quebrar as dependências do clube só serve para agravar ... Leia Mais »